20 de mai de 2011

Na Trilha da Humanidade - O Museu na Escola

NA TRILHA DA HUMANIDADE: SUCESSO NO COLÉGIO IMPÉRIO E EM TODA COMUNIDADE

Nos dias 12/13/14 de maior /2011, o Colégio Império deu lugar para o Museu de História Natural e arqueolia Wilson Estevanovic.
Os alunos do Esino Médio prepararam toda a arnomentação deixando todo o espaço escolar ambientalizado. Foram eles, também, que monitoraram todas as sessões do Museu de forma muito campetente, mostrando o conteúdo e todos os conhecimentos adquiridos em suas pesquisas.

Dividido em várias sessões , o meuseu (Colégio Império) transformou cada sala de aula em um local da nossa história que partiu desde a paleontologia as áreas das novas tecnologias. Cada sala, então era um local que foi trilhado pelos visitantes e alunos, a trilha que esta fundamentado no projeto: Na Trilha da Humanidade.

As visitações ocorreram da seguinte forma:

Dia 12/05/2011 - Educação Infantil até o 5o ano FI

Neste dia a sessão do Iluminismo ficou fechada, pois lá havia uma guilhotina de verdade que era apresentada com o julgamento de Maria Mamão tal como se fazia na época da Revolução Fancesa, portanto inapropriada as crianças menores, eu mesma achei muito chocante e me assustou ver Maria mamão sendo partida ao meio, porém comer o mamão depois foi bem gostoso. Haja mamão!!!!

Dia 13/05/2011 - Fundamental II


Adicionar legenda

Neste dia os alunos do 6o ano 9o ano puderam fazer a trilha da humanidade e percebi o alto grau de interesse e participação. Eles puderam ouvir os monitores (alunos do ensino médio e equipe do museu), traram fotos e se prepararam para fazer o portifólio (forma avaliativa para este segmento).
Neste dia, a sessão do ilminismos estava aberta e foram decapitados muitos mamões. Forte a cena, mas que levou a todos sobre uma grande reflexão e relação sobre os acontecimentos históricos e a importância da Revolução Francesa para o pensamento iluminista que gerou outras revoluções.

Dia 14/05/2011 _ Toda a comunidade do bairro e adjacencia

Neste dia os alunos ainda estavam com todo gás e a comunidade ficou entusiasmada com o trabalho realizado por todos os alunos e equipe escolar do Colégio Império. O sucesso foi comprovado pela transparência do público.

Vamos agora ver sessão uma a uma:

O Universo:

O encontro do evolucionismo com o criacionismo. Pode até parecer impssível, mas com criatividade, bom senso, respeito as várias concepções e a ceteza que não eistem verades absoolutas, nós conseguimos esta proeza.

Os alunos Breno (2o ano EM), Noemi (1o ano EM) e Carolina (1o ano EM) deram show de informação, mas sobretudo de consientização das fragilidades do mundo devido a ação humana. Confira as fotos:

Carolina 1o ano EM
Deus e o homem, Deus e a Ciência


O anjo e o Sistema Solar




Após o final da explanação os visitantes eram convidados para visita a sessão onde estava o artista plástico: Paulo Carneiro. Ele transforma lixo em grandes artes. Já ganhou prêmio internacional e é connhecido internacionalmente. Confira as fotos.

 Paulo Carneiro e visitantes: a arte do lixo

 Material utilizado

Obras de Paulo Carneiro


Outras obras



Paleontologia:

Lá tinham desde ossos segmentados a répricas de dinossauros que encatavam a todos. Muitos animais empalhados que já estão em extinção ou ameaçados. A carcaça de uma arcada dentária de um tubarão foi um sucesso. Muitos insetos que ajudaram os alunos a explicarem a teoria de Darwin, além de muitas curiosiades.

O professor Silvio de Biologia foi líder deste grupo e também estar de parabéns pela riqueza dos detalhes e o preparo dos aluno.




Fotos desta sessão:
Animais empalhados

Parabéns pela apropriação do conteúdo, pela sua didática e alegria!

Akuno Victor 1o ano EM Falou muito bem sobre o homem primata

Equipe que ficou na gruta feita com o apoio da professora Angélica de Artes

Mais animais empalhados








Reprica de ovo de dinossaurorex
Atrás osso de um dinossauro
Reprica de umtiranossaurorex

Interessante os fósseis apresentados




Geologia

O grupo de geologia foi liderado pelo professor Cleidson, e parabenizo ao professor peo praparo a equipe, organização e pelo maravilhosos trabalho.

Esta sessão apresentou a riqueza geológica mostrada pelos tipos de rochas e minerais preciosos, semi-preciosos e como estes podem trazer histórias sobre o nosso planeta. trilhar sobre a observação dessas riquezas.


Interessante é que depois de toda explanação os convidados ainda podiam assistir a um maravilhosos vídeo e apresentação em slide que complementava a fala dos monitores e trazia o momento de reflexão e estudo.
Minerais e pedras preciosas e semi-preciosas

O aluno Carlos Alberto 2o ano EM deu um show de informação sobre esses minerais










Professor Cleidson e O aluno Carlos monitorando a visita da Escola Municipal que vieram trilhas no Colégio Império




Que trabalho maravilhosos!






O aluno Lucas EM foi maravilhoso em sua explanação.















Astronomia

Rafael 1o ano . Este aluno aresentou de formamaravilhosa o seu trabalho
Esta disciplina foi liderada pelo professor Vitor de Física e Matemática e a grande importância deste discipliana é ofato de que o Colégio Imperio esá mntado um observatório astronômico na escola e que já está preparando toda a comunidade esclar para esta nova tecnologia no colëgio.

Asteróides, pedra lunar, meteoritos , repricas de hipóteses de seres extraterrestre foi uma curiosidade apresentada nesta sesão. Outra novidade foi o efeito visual causado em 3D ao entrarmos na sessão. Também foi muito curioso o programa comprado pela escola que permite ver alguns palnetas via satélite.

A explanação dos alunos nos enchia de curuiosidade e de vontade em visitar o futuro-próximo do observatório astronômico.


Comparando um feto humano com um protótipo de um extraterrestre hipotetizado

Pedra lunar

Que pena não ser possível mostrar o feito com as luzes em 3D nas fotos


Os meninos da Escola Municipal (meus alunos na rede) ficaram muito felizes e curiosos




Egito a civilização do Rio Nilo

Esta foi uma das duas oficinas da professora Luciana de História e que teve o apoio da professora Barbara (Matemática). Muito interessante as informações e curiosodades. Para quem nunca viu um sarcófago , uma múmia e a civilização egípicia foi de valiosas informações esta oficina.








Lá os alunos estavam personalizados os alunos e esta foi mais uma curiosiade do museu, pois os personagens falavam deles mesmo: Faraó, Cleopatra, servos, entre outros. Percebi que nesta oficina o arqueólgo e egipitólogo apimentava a sessão com informações a mais.  O trabalho de todo o grupo foi muito rico e cheio de informações.

O Antigo Egito é a civilização que se desenvolveu no vale inferior e no delta do rio Nilo entre 3100 a.C. e 30 a.C.. Entre 3200 a.C. e 2800 a.C. ocorreu a unificação dos reinos do Alto Egito e do Baixo Egipto por um soberano de nome Menés.


O estudo da civilização do Antigo Egito formou-se como disciplina própria no século XIX com o nascimento da Egitologia. Esta disciplina dividiu a história do Antigo Egito em várias etapas. Assim, as duas primeiras dinastias egípcias correspondem à Época Tinita ou Arcaica. Neste período as formas culturais, artísticas, governamentais e religiosas do Antigo Egito, que se mantiveram pouco alteradas até ao fim da sua história, já se encontravam definidas.



 
 
 
 
 
 

O sarcófago

A múmia

Alunos do EM, personagens do Egito. Parabéns pela explanação de vocês!
A aluna Isabelle 2o an voltou no sábado para rever e refazer a trilha na humanidade



 


Painel com paisagem egípicia




Roma e Grécia


A História da Grécia tradicionalmente compreende o estudo dos gregos, as áreas por eles governadas e o território da atual Grécia. Uma oficina desenvolvida pela professora Luciana (História) e que teve o apoio da professora Marta ('Lingua Portuguesa) e professora Débora (Inglês).

O âmbito da habitação e governo do povo grego sofreu várias mudanças através dos anos e, como consequência, a história da Grécia reflete essa elasticidade. Cada era, cada período, tem suas próprias esferas de interesse.


A Roma Antiga foi uma civilização que se desenvolveu a partir da cidade-Estado de Roma, fundada na península Itálica durante o século VIII a.C. [1]. Durante os seus doze séculos de existência, a civilização romana transitou da monarquia para uma república oligárquica até se tornar um vasto império que dominou a Europa Ocidental e ao redor de todo o mar Mediterrâneo através da conquista e assimilação cultural. No entanto, um rol de factores sócio-políticos iria agravando o seu declínio, e o império seria dividido em dois. A metade ocidental, onde estavam incluídas a Hispânia, a Gália e a Itália, entrou em colapso definitivo no século V e deu origem a vários reinos independentes; a metade oriental, governada a partir de Constantinopla passou a ser referida como Império Bizantino a partir de 476 d.C., data tradicional da queda de Roma e aproveitada pela historiografia para demarcar o início da Idade Média.



Sucesso do grupo
Alunos do EM foram personagens que contaram sua história

Meus meninos da Bela Vista e meus meninos de Império. Obrigada por recebê-los com todo amor e carinho



Iluminismo

Esta foi uma oficina liderada pelos próprios responsáveis do museu e a participação da Professora Emmanuele (Geografia).

Na França, país de tradição católica, mas onde as correntes protestantes, nomeadamente os huguenotes, também desempenharam um papel dinamizador, havia uma tensão crescente entre as estruturas políticas conservadoras e os pensadores iluministas. Rousseau, por exemplo, originário de uma família huguenote e colaborador da Encyclopédie, foi perseguido e obrigado a exilar-se na Inglaterra. O conflito entre uma sociedade feudal e católica e as novas forças de pendor protestante e mercantil, irá culminar na Revolução Francesa. Madame de Staël, com o seu salão literário, onde avultam grandes nomes da vida cultural e política francesa, será uma grande referência.Voltaire é retratado como um dos maiores filósofos iluministas da história.


A guilhotina é um instrumento utilizado para aplicar a pena de morte por decapitação.



O aparelho é constituído de uma grande armação reta (aproximadamente 4 m de altura) a qual é suspensa uma lâmina losangular pesada (de cerca de 40 kg). A lâmina é guiada à parte superior da armação por uma corda, e fica mantida no alto até que a cabeça do condenado seja colocada sobre uma barra que a impede de se mover. Em seguida, a corda é liberada e a lâmina cai de uma distância de 2,3 metros, seccionando o pescoço da vítima. (As medidas e peso indicados são os das normas francesas).

Mas não foi ele o inventor desse aparelho de cortar cabeças, usado muitos séculos antes. Guillotin, na verdade, apenas sugeriu sua volta na Revolução Francesa como eficiente método de execução humana. O aparelho serviu para decapitar 2794 "inimigos da Revolução" em Paris.







A Evolução Tecnológica



Esta oficina foi liderada pelo professor Fredson (Filosofia e Sociologia) com apoio e participação ativa da professora Lília (Química)
Esta oficina er uma delícia. Lembrar e perceber a evolução tecnológica com a primeira máquina do cinema e asstir ao primeiro filme de Chalie Charpim foi espetacular. E o disco de finil teve seu charme a parte. Foi uma oficina incrível.

O Juck box foi a novidade desta ficina, principalmente por funcionar e todos já tinham que entrar na oficina dançando, porém por ser movido a válvula a gente tinha que esperar esquentar.

Assim, todos também ouviram o rádio antigo e de madeira que precisava esquantar para funcionar. Foi muto legal esta oficina.
Muitos telefones que a cada modelo trilhava u caminho da evolução tecnológica.

Aluna do 2o ano EM e a evolução da telefonia
























3 comentários:

Fernanda Menezes disse...

Projeto magnífico.Com certeza os alunos adquiriram muitos conhecimentos e tiraram muitas dúvidas a respeito da trajetória do homem no decorrer do tempo.Muito enriquecedor principalmente para os alunos do fundamental I e II e um ganho não só de conhecimento mas de responsabilidade e visão de grupo para o ensino médio.

ieducar_peca disse...

Sem falar na felicidade das crianças da educação infantil que viveram na terra das maravilhas!

Lindinalva Deiro Arouca disse...

Oi, Parabéns!